segunda-feira, 14 de julho de 2008

CASA DE PAU-A-PIQUE. O INCONSCIENTE CAIPIRA QUE HABITA NO BRASILEIRO.




PAU-A-PIQUE APARENTE.
Geralmente é feita com a técnica em que o miolo das paredes é uma trama de sarrafos ou bambú; preechida com barro. Como muitas vezes não há mão de obra especializada para o trabalho; pode-se se erguer as paredes de tijolo e usar sobras de peroba para fazer uma divisória, que lembre a trama do pau-a-pique; ficando mantida a vista; elas são amarradas com cipó, essas varetas tem 6 a 8cms de largura.

PINTURAS REPRODUZIDAS.
As paredes foram coloridas, com a mistura de 1Kg de terra amarela. 50g de terra vermelha, diluída em 10L de água , e acrescida de 2,5 litros de selador acrílico ( para que fosse absorvida pela superfície ).
O tom de portas e janelas também serviu de inspiração; por isso foi usado o tom azul-anil; foi adicionado agua para evidenciar os veios.
As esquadrias foram restauradas pelo marceneiro.

CHÃO PERSONALIZADO.
Presente em toda casa, o piso de cimento queimado, foi usado frisos metálicos para demarcá-lo; foram criadas " bolachas ", de 20cms de diâmetro. As peças foram instaladas com o contrapisos e os frisos, que servem de junta de dilatação. " O idel é usar ornatos que tenham um significado especial para você".

2 comentários:

Katia disse...

Blog lindo.

Jorge disse...

Hola amigo: quería invitarte que visites el blog que estoy realizando con mis alumnos de segundo año de la secundaria sobre LA DISCRIMINACIÓN.
http://nodiscrimine.blogspot.com
Tema arduo e interesante.
Seguro será de tu agrado.
Tu aporte será valioso
Un abrazo desde la Argentina.